Imóvel na planta: tudo o que você precisa saber

Comprar um imóvel na planta é uma ótima opção para quem não têm pressa para se mudar ou procura uma alternativa de investimento. Entre as principais vantagens estão a possibilidade de parcelar o valor de entrada e de personalização da planta; potencial de valorização do imóvel, escolha da unidade e da localidade. Imóveis na planta só podem ser vendidos se tiverem incorporação imobiliária, que funciona como garantia do comprometimento da construção. Para sua tranquilidade, a ACMA selecionou as principais dúvidas sobre comprar um imóvel na planta. Confira:

Imposto de Renda

A compra de um imóvel na planta deve ser sim informada na declaração de Imposto de Renda. O valor informado é o da aquisição da unidade, mesmo em caso de financiamento. É preciso informar o saldo devedor e o montante pago: valor de entrada, valor pago à construtora e eventuais parcelas pagas.

A aquisição deve ser declarada na ficha “Bens e Direitos” da Declaração de Ajuste Anual. Na coluna “Discriminação” o contribuinte deve informar a data da transação, nome e CPF do vendedor. Os gastos com a comissão do corretor devem ser incluídos na aba “Pagamentos Efetuados” sob o código 72 – “Corretor de imóvel”. Deve-se informar o nome e CPF/CPNJ do beneficiário.

As despesas pagas ao corretor só devem ser inseridas na declaração caso os pagamentos tenham sido realizados pelo próprio contribuinte e possam ser comprovados. Se o imóvel foi dado como garantia no financiamento, não é necessário informar o saldo devedor na ficha “Dívidas e Ônus Reais”. A Receita Federal não permite atualizar o preço do imóvel de acordo com a valorização de mercado.

Cláusula de tolerância

A cláusula de tolerância é uma formalidade no mercado imobiliário que permite um atraso de até 180 dias na entrega de um empreendimento, por conta de imprevistos ao longo da obra – como intempéries, morosidade dos órgãos públicos no processo de licenciamento etc.

Desistência

O consumidor tem o direito de desistir da compra de um imóvel na planta, no caso de problemas financeiros, rompimento de noivado e mudança de cidade, por exemplo. Nesse caso, porém, a construtora pode reter um montante sobre o total pago para cobrir despesas administrativas e devolver apenas parte do que foi pago ao consumidor. Normalmente, as regras da desistência constam no contrato.

Amortização

As regras para a amortização da dívida do financiamento do imóvel devem estar sempre no contrato. Grande parte dos contratos comportam amortização da dívida, permitindo que o comprador liquide o débito antes do prazo.

Aprenda a preparar a casa para o inverno

A estação mais fria do ano pede cuidados especiais. Confira algumas dicas sobre como preparar a casa para o inverno. Os raios solares são um bactericida natural capaz de eliminar ácaros, por isso, é importante colocar sob o sol, cobertores, travesseiros, colchões, roupas de uso e roupas de cama e banho.

Cobertores e edredons guardados em guarda-roupa acumulam fungos e bactérias, o ideal é higienizá-los muito bem antes de usá-los. Lençois devem ser lavados após 1 semana de uso e toalhas após 4 dias. Se possível, após o uso, secá-las ao sol. Quem tem animal de estimação, deve manter a mesma frequência de higienização no inverno. Farelos de comida são muito atrativos para baratas, ratos e outras pragas indesejadas, por isso muita atenção quanto à higienização e limpeza de cozinhas e salas.

Uma solução para eliminar as manchas de mofo que se acumulam em áreas úmidas é esfregar metade de um limão sobre os rejuntes dos azulejos e depois enxaguá-los com água. Se as manchas de mofo atingirem peças de roupas, uma saída é recorrer ao vinagre branco. Esfregue de leve a mancha com vinagre branco, deixe agir por 15 minutos e aplique água quente. Depois é só lavar normalmente.

As mantas são excelentes para aquecer e decorar a sala. Manter mantinhas na sala de TV torna o ato de assistir muito mais agradável. As mantas podem ser confeccionadas em diversos materiais como pura lã, algodão ou tricô.

Inverno pede decoração com cores mais escuras e muitas almofadas. Para evitar pisar diretamente no piso frio, o ideal é dispor de tapetes.

Lareiras, aquecedores, piso aquecido, calefação são equipamentos indispensáveis para enfrentar a estação mais fria do ano.

Ideias para se comemorar o Dia dos Namorados

Como está seu planejamento para comemorar o Dia dos Namorados? A data é um convite para fugir da rotina. As alternativas são as mais variadas: sair para fazer um passeio, entregar um presente, sair para jantar em um local romântico, preparar uma comidinha especial em casa, saborear uma pizza, assistir a um filme romântico, fazer uma viagem rápida, ir a um parque de diversões, enfim, tudo depende do estilo de vida do casal.

Chaiene Morais, do blog Namorada Criativa, sugere um projeto com 12 cartas para se antecipar à data da comemoração. Para inspirar os casais, a blogueira elaborou 12 temas que devem tratar as cartas: o início do relacionamento – primeiros encontros, bons momentos – do início até o momento, desafios pessoais e do relacionamento – momentos em que puderam se apoiar, o amor, cumplicidade – relembrar os momentos de companheirismo, aventuras, momentos marcantes da história do casal, viagens ou passeios, sentimentos – o que sente quando estão juntos, músicas (trechos de várias músicas ou uma música especial), planos e sonhos e nosso dia (carta que deverá ser entregue no Dia dos Namorados). Você poderá entregar as cartas todas juntas ou separadas dia a dia. É importante enumerá-las para que o parceiro ou parceira possa lê-las na ordem que você escolheu.

Para quem está à procura de um relacionamento, a internet pode ajudar muito. Há sites de relacionamentos e os aplicativos mobile especializados em unir pessoas abertas a engatar novos relacionamentos. Um exemplo é o serviço francês AdoteUmCara.com.br que chegou ao Brasil trazendo muito bom humor.

Para os casais mais maduros que começam a sonhar com a vida a dois, a ACMA oferece as melhores opções para quem busca praticidade e excelente localização.