Tecnologias que melhoram a construção

Conheça as tecnologias que melhoram a construção e prometem aprimorar o desempenho dos ambientes construídos.

Torneira eletrônica que dispensa energia elétrica

As torneiras eletrônicas são cada vez mais utilizadas em locais públicos por conta do potencial de redução do consumo de água, contudo, a necessidade de haver um ponto de energia elétrica para a instalação, limita o aproveitamento da solução. A torneira para lavatório de mesa Decalux Save dispensa ligação em rede elétrica e não depende exclusivamente da energia de pilhas ou baterias. A energia é acumulada em capacitores na placa de comando, sendo armazenada para utilizações seguintes por até duas horas em regime de espera. O equipamento conta com uma microturbina capaz de gerar energia limpa necessária para seu funcionamento.

Manta antirruído

Um problema recorrente em edificações verticais é o conforto acústico adequado. Uma solução para isso é a manta antirruído desenvolvida para a absorção dos ruídos em pisos de edifícios, ruídos transmitidos em tubulações de água e esgoto

A manta antirruído é composta por uma manta estruturada em não tecido de fibra de vidro com 5 mm de espessura, produzida com asfalto especial e acoplada a um geotêxtil de alta gramatura. O sistema conta também com fita autoadesiva e rodapé. A manta antirruído é fornecida em rolos de 5 m e é indicada para edifícios residenciais, auditórios, academias de esportes, hotéis, entre outras aplicações.

Elevador sustentável

Os elevadores sustentáveis diferenciam-se por trazerem comandos regenerativos com modos de espera, permitindo que a energia consumida seja enviada novamente à rede elétrica do edifício. A tecnologia permite que o elevador ao operar com cargas leves durante a subida, entre em modo gerador e regenere eletricidade. Esses modelos de elevadores chegam a economizar até 50% de energia em comparação a sistemas convencionais e dispensam o uso de óleo lubrificante ou graxa. A iluminação interior, em lâmpadas led, consome de 50% a 75% menos energia.

Sistemas construtivos inovadores

Produtos inovadores são os promovem aumento de produtividade e/ou redução do custo de produção, de instalação ou de manutenção. Dentre os sistemas construtivos inovadores no segmento de construção civil do Brasil, destacam-se a Parede de Alta Performance (PAP) o Sistema Aquapanel. As novas alternativas são mais sustentáveis, substituem o tijolo usado na parede de alvenaria e contornam a carência de trabalhadores especializados.

Aplicada às vedações internas, a Parede de Alta Performance (PAP) alia duas tecnologias: a parede de Drywall (estrutura de perfis de aço galvanizado na qual são parafusadas, em ambos os lados, placas de gesso acartonado) e a argamassa Crupe (técnica europeia para preenchimento que utiliza argamassa isolante projetada).

Depois de montadas, a parede de Drywall é preenchida com a argamassa Crupe com o uso de uma máquina de projeção. Essa tecnologia assegura solidez e alto desempenho térmico-acústico ao empreendimento.

O Sistema Aquapanel que não utiliza a argamassa como preenchimento é a nova solução as fachadas de empreendimentos. A técnica dispõe, na parte externa, de uma placa cimentícia com membrana impermeável (manta Tyvek) que vai fixada à estrutura metálica (steel frame). O acabamento é feito com argamassa industrializada – ao mesmo tempo em que padroniza a superfície, garante a impermeabilização de toda a fachada.

Na parte interna da fachada, a parede é completada com duas placas, uma de OSB (OrientedStrandBoard) e outra de gesso acartonado. Para melhor isolamento térmico-acústico, o preenchimento da parede é feito com uma camada de lã mineral. Na finalização, faz-se o tratamento das juntas das placas, deixando a fachada pronta para a pintura.

A adoção dos novos sistemas construtivos otimiza o tempo de construção e os recursos das instalações elétrica e hidráulica.

A introdução de um sistema construtivo inovador é bastante complexo para as construtoras, pois além de precisarem convencer o consumidor e as instituições financiadoras sobre a segurança da inovação, precisam certificar-se de que os produtos e sistemas construtivos inovadores possuam o Documento Técnico de Avaliação (DATec) emitido pelo Sinat (Sistema Nacional de Avaliações Técnicas (Sinat). O DATec comprova a aptidão técnica de uso, avaliando requisitos de desempenho relativos à segurança, à habitabilidade, à durabilidade e à adequação ambiental. Outro quesito a ser avaliado para a adoção de um sistema construtivo inovador é a existência de um controle da qualidade específico para aquele produto ou sistema.

Como funciona a personalização de plantas de apartamentos?

A personalização de plantas de apartamentos é uma solução oferecida pelos melhores incorporadores e construtoras voltados a empreendimentos de médio e alto padrão. A personalização de plantas evita gastos extras elevados com reformas, contratação de profissionais e todos os transtornos que a customização da unidade acarreta. Além disso, permite que o imóvel seja entregue dentro do prazo e de acordo com as garantias contratuais.

A possibilidade dá ao consumidor o poder de decisão sobre a divisão do apartamento e até sobre os padrões de acabamento, em alguns casos. Normalmente, as construtoras oferecem diferentes possibilidades de variações de plantas. O serviço pode gerar custos adicionais ou não. Tudo depende do processo adotado pela incorporadora e da complexidade da alteração.

A personalização de plantas é contratada durante o lançamento do empreendimento. A adesão deve ser feita antes de a execução da obra iniciar e é prevista em contrato.

Para viabilizar a personalização de plantas de apartamentos, os projetos arquitetônico e estrutural dos edifícios são concebidos para permitir modificações nas obras executadas. Como consequência, na construção são utilizados menos pilares e vigas e mais lajes e shafts para facilitar a passagem das instalações.

Em casos de desistência, a unidade é colocada à venda com as reformulações solicitadas pelo cliente anterior. O comprador interessado em personalizar uma planta de apartamento deve entender quais as especificações básicas integram o memorial descritivo de venda para que possa escolher as especificações sugeridas.