Confira alguns truques para facilitar sua mudança de residência

Dicas ajudam na organização da sua mudança de residência

Mudanças residenciais podem ser estressantes e cansativas, mas, segundo especialistas, o transporte pode ser feito de forma tranquila se o morador seguir algumas orientações. A tarefa principal é definir a ordem em que os itens serão transportados ao novo endereço, de modo que a família permaneça com os objetos de necessidade e uso cotidiano o tempo todo, sem passar aperto.

Outro ponto muito importante é organizar e nomear as caixas de mudança com cuidado e detalhamento. Isso fará toda a diferença na hora de desempacotar e alocar os pertences na nova casa, economizando tempo e esforço.

Analise com calma o que vai levar para a nova residência e o que não vai precisar ser transportado: roupas, sapatos velhos e rasgados, eletrônicos, eletrodomésticos, produtos vencidos, como de limpeza, remédios, perfumes, tudo é observado. Tudo que estiver vencido, deve ser feito o descarte, afinal, casa nova não comporta energias “velhas”. Aproveite para doar para famílias que precisam mais!

O novo local deve estar limpo para receber a mudança e as medidas devem ser observadas para que os móveis possam ser dispostos da forma mais organizada. Além disso, ela diz que produtos organizadores adequados podem fazer a diferença no ambiente. Durante a arrumação dos móveis da nova casa, é importante deixar o que será mais utilizado na altura dos olhos e o que não for de uso frequente deve ser disposto nos compartimentos mais altos ou baixos da mobília.

Há alguns itens que não podem ser levados por transportadora, como joias, armas, dinheiro em espécie e objetos valiosos. O seguro pode ser feito mas é opcional e o cliente é quem define, mas só pode ser acionado em caso de sinistro.

Confira o que especialistas listam dicas que podem facilitar na hora de mudar de endereço:

  • Registre tudo. Faça uma lista para organizar os itens da mudança, o que precisa ser feito e defina prazos para realizá-los. Assim você não precisa ficar quebrando a cabeça pensando no que está esquecendo.
  • Muitos objetos podem ser desnecessários na nova casa, então aproveite a mudança para se desfazer do que não é mais utilizado. Faça uma lista do que vai e do fica, como roupas e sapatos rasgados ou velhos, brinquedos e objetos que não são mais utilizados.
  • Caso a empresa transportadora não faça o serviço de empacotamento, separe caixas de papelão, jornais, plástico bolha, isopor, fitas adesivas e canetas para ajudar no processo.
  • Coloque etiquetas ou escreva o que há dentro de cada caixa, para facilitar na hora de levá-la para seu devido cômodo.
  • Para ajudar na organização, faça um check-list dos itens que já foram empacotados.
  • Roupas que ficam penduradas em cabides podem continuar neles se a transportadora tiver um roupeiro, caso contrário, coloque-as dobradas em caixas. As roupas dobráveis podem ser colocadas dobradas da mesma forma também em uma caixa.
  • Limpe a casa nova antes de receber a mudança, inclusive os móveis e seus interiores.
  • Faça uma lista de prioridades dos cômodos a serem montados. Dê preferência para a cozinha, depois, o quarto dos filhos, se os tiverem e os demais cômodos, de acordo com a necessidade dos moradores.
  • Lembre-se de avisar sobre a mudança para as empresas de telefonia, TV a cabo, internet, planos de saúde, banco e todos que fornecem serviço ou enviam correspondências ao antigo endereço.
  • Não faça compras na semana da mudança, pois a geladeira e o freezer poderão ficar desligados por várias horas e os alimentos podem estragar.
  • Faça lanches rápidos para serem consumidos enquanto a nova cozinha estiver sendo montada e deixe-os de fácil acesso. Os alimentos podem ser conservados em caixas ou bolsas térmicas.
  • Prepare uma mala com roupas para serem utilizadas durante os dias da mudança.
  • É importante verificar as referências da transportadora que irá prestar o serviço, antes de contratar. Verificar como é o relacionamento da empresa nas mídias sociais e se a empresa não está cadastrada em sites de reclamação ou outras empresas reclamadas no Procon da sua cidade.
  • Deve ser elaborado um inventário dos móveis e colher assinatura dos responsáveis, com testemunhas, e exigir cópia do comprovante das negociações, recibos do comprovante de pagamento, data de início, horários das atividades, todos os bens que foram transportados devem estar relacionados e também o estado de conservação deles.
  • Verificar se será necessário fixar algum armário, se o prédio é sem elevador e tem que levar os móveis em escada, se o dia da mudança é dia de feira livre. Tudo deve ser descriminado e previamente combinado com o fornecedor.
  • Outra dica é dar apenas uma entrada e efetuar o restante do pagamento somente após a execução completa do serviço.

Conheça os empreendimentos da ACMA e comece uma vida nova, em uma das melhores cidades do Brasil para se viver: https://www.acma.eng.br/portal/empreendimento/lancamentos/

Fonte: http://goo.gl/Rf6zHT

Caixa destina R$ 3,8 bi do FGTS para imóveis de até R$ 750 mil

Se você busca por imóveis de até R$ 750 mil temos uma boa notícia!

A Caixa anunciou que vai destinar R$ 3,8 bilhões para financiar a compra da casa própria pela linha Pró-Cotista FGTS, uma das mais vantajosas do mercado! O banco conseguiu autorização do conselho curador do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para realocar recursos entre as faixas da linha e passou a contar com R$ 1,5 bilhão para aprovar novos contratos para moradias entre R$ 225 mil e R$ 500 mil.

Os recursos para essa faixa de valor de imóveis tinham secado em abril, dois meses após a Caixa receber R$ 7 bilhões do FGTS. O banco, então, pediu autorização para usar livremente o dinheiro que sobrou para remanejar os recursos que estavam disponíveis para financiar imóveis de outros valores.

Dessa forma, restou ainda R$ 1,8 bilhão para financiar imóveis de até R$ 225 mil e outros R$ 412 milhões para operações para a compra de imóveis entre R$ 500 mil e R$ 750 mil, o teto do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) nas grandes metrópoles (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília).

No início deste ano, o conselho curador do FGTS liberou R$ 21,7 bilhões para o mercado imobiliário justamente para compensar a escassez de recursos da poupança. No primeiro semestre deste ano, a caderneta perdeu R$ 42,6 bilhões, a maior perda de recursos para o período em 22 anos.

DE MAIOR VALOR

Já entraram em vigor as novas condições de financiamento da Caixa para clientes de alta renda. O banco dobrou o limite de financiamento de imóveis do banco, que passará de R$ 1,5 milhão para R$ 3 milhões. A parcela que pode ser financiada também subiu de 70% para 80% para imóveis novos e de 60% para 70% no caso de usados.

O vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antônio de Souza, afirmou que o banco tem, ao todo, R$ 16 bilhões para desembolsar em financiamentos imobiliários nesse segundo semestre tendo como fonte a poupança e outros R$ 38 bilhões com recursos do FGTS. Em 2016, o banco pretende liberar R$ 93 bilhões no segmento habitacional.

O objetivo dessas medidas é reaquecer a economia, aumentar as vendas e, em última instância, gerar empregos e renda. Não há trade off entre a habitação de mercado e a habitação social.

Investir em imóveis ainda é uma das formas mais seguras de ter uma aplicação rentável! Conheça nossos empreendimentos e entre em contato pelo (41) 3322-1929.

Edifício Terra Gutierrez https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-terra-gutierrez/

Edifício Água Batel https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-agua-batel/

Fonte: http://goo.gl/AcqZcS

Confira dicas de segurança para o lar e viaje com tranquilidade

Com algumas dicas de segurança para o lar você pode aproveitar seu descanso em paz

Sair de férias é uma delícia, mas deixar a casa sozinha sempre causa um certo desconforto. Para evitar imprevistos, especialistas em segurança alertam sobre algumas precauções para evitar que seu lar vire alvo fácil para os ladrões. Algumas atitudes simples que podem garantir a segurança das residências, enquanto a família viaja de férias.

Confira!

  • Não comente sobre sua viagem perto de pessoas estranhas, por mais empolgado que esteja.
  • Coloque as malas no carro dentro da garagem.
  • Evite divulgar fotos e informações sobre sua estadia nas redes sociais. Deixe para postar quando estiver de volta 😉
  • Entregue uma chave para um amigo, colega de trabalho ou parente em caso de emergência.
  • Avise um vizinho de confiança sobre o período que vai passar fora. Aproveite e deixe seus contatos e os da pessoa que ficou com sua chave com ele.
  • Peça para alguém visitar sua casa esporadicamente. Abrir as janelas e regar o jardim são sinais que mostram que a casa não está vazia. Diga que traz uma lembrancinha da viagem de compensação!
  • É assinante de jornal ou revista? Suspenda a entrega ou peça para um vizinho recolher. O acumulo de correspondência na porta denuncia que não há ninguém.
  • Se você mora em condomínio, o síndico deve ser informado sobre quem está autorizado a entrar em sua casa ou apartamento. Isso é importantíssimo.
  • Joias e dinheiro devem ficar em cofre de bancos ou empresas privadas, nunca em casa durante este período.
  • Feche os ralos e as tampas dos vasos sanitários e esvazie as lixeiras antes de sair.
  • Os aparelhos eletrodomésticos devem ficar fora das tomadas para evitar acidentes. Exceto a geladeira. Porém, se ela estiver vazia, deixe-a limpa, seca e com a porta aberta.
  • Feche também o registro geral do gás e da água.
  • Desligue a chama-piloto do aquecedor a gás ou a chave do aquecimento elétrico de água.
  • Deixar luzes acesas tem efeito contrário do que pensamos. Como ela não será apagada por vários dias é possível notar que não tem ninguém em casa.
  • Se possível deixe o telefone sem toque e não mude a mensagem da caixa eletrônica avisando que está ausente. Desligar a campainha também é uma dica importante.
  • Tranque bem portas e janelas, inclusive as dos cômodos assim você evita o fácil acesso aos ambientes da casa. Reforce a porta da frente com fechaduras auxiliares, mas não coloque cadeado do lado externo do portão, isso denuncia a ausência prolongada dos moradores.

Com estas dicas sua viagem será muito mais tranquila e com menos chance de surpresas desagradáveis na volta! Na ACMA você encontra imóveis seguros e de elevado padrão de qualidade com diferenciais exclusivos, entre os quais a arquitetura, a localização e os itens de conforto são prioridade.

Conheça nossos empreendimentos e escolha o imóvel dos seus sonhos:

  • Terra Gutierrez https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-terra-gutierrez/
  • Água Batel https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-agua-batel/

Entre em contato com nossos colaboradores e saiba mais sobre nossas condições especiais de pagamento pelo telefone (41) 3322-1929.

Fonte: http://goo.gl/Dnu7u215

Caixa facilita financiamento para compradores e construtoras

Caixa facilita financiamento e quem aproveita é você!

O setor imobiliário vem se aquecendo novamente e recebeu com esperança e otimismo as novidades anunciadas pela da Caixa Econômica (CEF) de facilitar o financiamento, tanto para os compradores de imóveis quanto para as construtoras. Entidades e empresas acreditam que a movimentação do banco é um bom indicativo para o mercado e traz confiança ao setor, e nós da ACMA concordamos!

A primeira iniciativa foi anunciada na semana passada e já está valendo. Agora o Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) – que não utiliza recursos do FGTS  – passa a financiar imóveis até R$ 3 milhões, o dobro do limite anterior, que era de R$ 1,5 milhão. O percentual financiável do valor do imóvel também mudou: subiu de 60% para 70% para imóveis usados e de 70% para 80% no caso dos novos.

Vale lembrar que a Caixa é o principal banco financiador do segmento imobiliário do País e suas decisões acabam influenciando a oferta de crédito pelos demais bancos públicos e privados! O financiamento é a mola do setor, então ter um crédito garantido é uma notícia muito boa para todos os segmentos.

Outra iniciativa da CEF, voltada diretamente para as empresas de construção, a retomada do Plano Empresário da Construção Civil – parado desde maio de 2015 – gerou uma reação muito mais positiva de toda a cadeia. Através dessa linha de crédito, a Caixa irá liberar 10 bilhões para custear obras e o valor é quitado pelas construtoras, após a conclusão do empreendimento, por meio da venda ou financiamento das unidades. Esse benefício, no entanto, é aplicado para investimentos do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que inclui imóveis de até R$ 650 mil (R$ 750 mil apenas para SP, RJ, MG e DF).

Os resultados da oferta de crédito nos indicadores de compra serão percebidos de forma mais clara a partir do próximo ano. O lado bom será na geração de empregos, já que os canteiros de obra vão exigir mais mobilização.  Já o nível de atividade da construção vem apresentando melhora, segundo o levantamento de junho realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice foi de 41,2, enquanto no mês de maio era de 40,1. Quanto mais o número se aproxima de 50, menor é a retração do setor.

Se você busca uma moradia de alto padrão em Curitiba, em localização valorizada, segura e com todas as vantagens que a cidade oferece, confira nossos empreendimentos:

https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-terra-gutierrez/

https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-agua-batel/

Fonte: http://goo.gl/PC7t3q