Imóvel decorado na cor do ano: Greenery

Escolhido pela Pantone para deixar um imóvel decorado com a atmosfera da natureza, o Greenery traz um tom fresco e moderno ao ambiente.

Definido pela Pantone como cor do ano em 2017, o greenery é um tom de verde que simboliza novos começos. Por ser natural e neutra, essa cor é bastante versátil na hora de combinar com outros tons, como os neutros, pastéis e metálicos. A tendência em usar a cor é tamanha, que ela influencia até na hora de se ter um imóvel decorado, principalmente em ambientes que precisem de um toque de harmonia.
Confira abaixo algumas dicas que separamos para você:

Paredes

Para quem não tem medo de ousar, apostar no greenery como cor de parede em algum cômodo é uma ótima maneira de começar. Uma dica é pintar apenas uma das paredes para se acostumar e, após um tempo, pintar o restante.

De acordo com alguns arquitetos, o melhor ambiente para se apostar na cor do ano é o quarto, por conta de seu apelo relaxante. Caso o cômodo tenha sido decorado recentemente, sem problemas: a cor pode ser usada nos detalhes.

Detalhes

Em imóvel decorado com tons neutros, a dica é criar pontos de atenção usando o greenery, como em almofadas que decoram o sofá ou o estofamento das cadeiras da mesa de jantar. Assim, a troca de móveis não será necessária.

Usabilidade

O grande segredo para não errar na hora de usar o greenery é pensar na cor de acordo com o uso de cada cômodo. Por exemplo: em lavabos e hall de entrada não há problema algum em extravasar, visto que são ambientes de pouca permanência. Porém, quando se trata de uma sala de estar ou jantar, o tempo de permanência é outro e, consequentemente, se faz necessário ponderar a questão.

Procurando um imóvel para investir e poder decorá-lo do jeito que sempre quis? Então conheça os empreendimentos da ACMA: Terra Gutierrez e Água Batel.

Fontes:

Incidência solar: sua aliada contra o mofo

Saiba como uma boa incidência solar pode te ajudar na hora de se livrar do mofo, problema bastante comum na época mais fria do ano.

Depois do verão, o inverno. Essa é a lei da natureza. Mas você já percebeu como essa época do ano traz também outros elementos além do frio? Um exemplo clássico é o acúmulo de mofo em paredes e roupas por conta do clima úmido característico da estação, o qual pode ser evitado caso o imóvel tenha boa incidência solar. Confira a seguir algumas dicas de como se livrar da umidade e do mofo dentro de casa.

 Paredes

Dependendo da profundidade que o mofo se encontra, diferentes ações devem ser tomadas. Em caso de mofo superficial, isto é, localizado onde não há tinta descascada, a aplicação de produtos antimofo ou impermeabilizantes já resolve o problema. Porém, quando há infiltração e, por conta disso, pedaços de reboco ou tinta são soltos, o procedimento pode ser um pouco mais complicado e demanda serviço especializado.

Armários

Ao abrir as portas de um armário, é comum exalar um “cheiro de guardado”. Para que isso não aconteça com tanta frequência, a dica é tirar todos os itens que estão guardados no móvel e, após isso, aplicar vinagre branco em todos os cantos, inclusive nas gavetas. Depois, um pano úmido deve ser passado por toda a superfície do armário e, para secar, as portas deverão ser deixadas abertas. Para esse último procedimento, a incidência solar ajuda bastante.

Roupas

A primeira dica importante para evitar o mofo em roupas é não guardar nenhuma peça sem lavar, pois qualquer gota, seja de suor, chuva ou gordura natural do corpo, pode causar manchas e criar fungos. Outro ponto fundamental é ficar sempre de olho em roupas compostas por couro, já que esse tipo de tecido é suscetível ao mofo. Para quem mora em apartamento, na hora de secar as roupas, é sempre bom estendê-las no ambiente que possui maior incidência solar.

Gostou das dicas? Ainda melhor que saber como se livrar do mofo é morar em um lugar com ótima incidência solar e, consequentemente, menores chances dele se desenvolver. Para isso, conheça os empreendimentos da ACMA.

Fontes:

https://revista.zapimoveis.com.br/entenda-a-diferenca-entre-mofo-e-bolor-e-veja-como-preveni-los-em-casa-4197247-sc/

http://mdemulher.abril.com.br/familia/umidade-e-mofo-afaste-esses-problemas-da-sua-casa/

Imóvel novo ou usado? Qual é o melhor?

Existem muitas coisas a se considerar na hora de comprar um lar, como analisar as vantagens e desvantagens de adquirir um imóvel novo ou um usado.

Comprar um imóvel novo ou usado? Eis a questão. O que é melhor na hora de adquirir a casa própria? Muitas são as diferenças entre os dois e, por isso, esses fatores devem ser analisados com cautela, para que possam ajudar na hora da decisão.

Pagamento

Vamos começar falando de dinheiro. Uma das principais diferenças entre comprar um imóvel novo e um usado é em relação ao pagamento. O primeiro permite mais maleabilidade no negócio, inclusive quando ainda está com a construtora que proporciona financiamentos especiais e parcelamento com opção para balões (uma quantidade maior de dinheiro que é paga num determinado intervalo) até a entrega da chave.

Já um imóvel usado possui condições de pagamento mais limitadas, pois, normalmente, a negociação é feita com um proprietário terceiro. Além disso, alguns dos financiamentos com taxas de juros mais em conta perdem algumas vantagens por conta da idade do imóvel, como é o caso da Caixa Econômica Federal, em que um imóvel usado tem cinco anos a menos de prazo para o financiamento.

Gastos extras

Um imóvel usado, independentemente de ser antigo ou não, pode dar muita dor de cabeça com reformas. O que deve se levar em consideração é que pessoas já moraram ali e, nem sempre todo muito é cuidadoso. Portanto, com o tempo, é possível que se descubram alguns danos no imóvel que precisam ser reparados e o custo será do novo proprietário.

Personalização

Outra vantagem de comprar um imóvel novo é que, já de início, ele vai ficar com a sua cara. Você pode escolher desde o piso, às cores das paredes e todos os armários, sem correr o risco de ter algo que não seja do seu gosto e ter que passar por reformas.

Tirou as suas dúvidas? Conheça os empreendimentos da ACMA e garanta o seu imóvel novo em Curitiba.

Fonte:

http://crecipr.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=651:imovel-novo-ou-usado-antes-de-decidir-veja-o-que-levar-em-conta&catid=1:latest-news&Itemid=60