Granilite renasce como tendência mundial em arquitetura e design

O granilite é um material de grande durabilidade e que permite várias aplicações

Você já ouviu falar no granilite? Talvez pelo nome não se recorde, mas se viveu na década de 80, com certeza, já viu muitos ambientes com este material!

O granilite é uma base cimentícia, em que são adicionados grânulos de outros minerais, como o quartzo, granito, mármore e vidro. Esse material foi amplamente utilizado em meados do século passado. Aqui no Brasil, na década de 40, o granilite era muito popular nos pisos das casas e nos halls de edifícios país afora.

E por ser um revestimento superdurável, alguns deles ainda se mantêm praticamente intactos até hoje. Agora, em pleno 2019, o granilite está voltando como uma grande tendência na arquitetura e design em todo o mundo. No exterior, ele também é conhecido como Terrazzo.

E quem se lembrou de lugares com granilite, provavelmente se lembrou também que a maioria deles tinha muita informação visual, e eram cansativos aos olhos.

Mas, nem só as texturas mais chamativas são possíveis no granilite. Os padrões disponíveis hoje oferecem várias possibilidades e estilos: grânulos pequenos ou grandes, acabamento polido ou fulget (com relevo), multicoloridos ou em tons pastéis.

Com isso, o granilite também pode estar presente em outros locais além dos pisos. Bancadas, móveis e utensílios revestidos com o material ganham, além do charme, a resistência do granilite.

MARMORITE

Quando ele possui apenas a adição de grânulos de mármore em sua composição, é chamado de marmorite.

Neste caso, suas cores derivam dos quatro tipos de mármores italianos, com tons alaranjados, amarelados ou esverdeados, aplicados em fundos brancos ou pretos.

O MELHOR DA ARQUITETURA NO TERRA GUTIERREZ

Se você gosta de arquitetura e design, precisa conhecer o Terra Gutierrez. O edifício foi concebido a partir de projeto premiado pela AsBEA – Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura.

Saiba mais aqui e agende sua visita!

 

Closet organizado em alguns passos.

Saiba como manter um Closet organizado em alguns passos, e garanta mais praticidade em seu dia-a-dia.

Se você não é o Steve Jobs ou algum personagem da turma da Mônica, que usavam sempre a mesma roupa, deve enfrentar alguma dificuldade para manter seu Closet organizado.

Por isso separamos algumas dicas para você manter seu Closet organizado em alguns passos:

COMO SEPARAR AS ROUPAS

Se você tem bastante espaço no Closet, o ideal é separar por estação e cores. Mas em espaços menores, priorize a separação por estação. Agora no verão, deixe as roupas mais leves sempre à mão. Já quando o inverno chegar, separe os casacos que mais utiliza e coloque-os mais à frente.

GAVETAS E PORTAS

Apesar de não haver uma norma ou regra, o número mínimo para um gaveteiro em um Closet organizado é de três gavetas. Conforme o estilo de vida e os hábitos dos moradores, o número de portas dos armários deve ser planejado.

SE FALTA ARMÁRIO USE CAIXAS

Se falta espaço no armário para manter o Closet organizado, em caixas você pode guardar objetos de várias formas e tamanhos. Procure guardar em caixas apenas as roupas e acessórios menos utilizados.

PENDURE

As peças que guardamos dobradas por muito tempo podem ficar marcadas, e até descolorir pela ausência de luz. O ideal é pendurar shorts, saias e calças em cabides. Além de conservá-los melhor, estarão mais facilmente ao alcance.

ORGANIZE AS BOLSAS

Para não estragar o formato e as alças, separe as bolsas por tamanho. As bolsas usadas no dia-a-dia devem ser penduradas mais à frente para facilitar o uso.

CONHEÇA A ACMA CONSTRUÇÕES CIVIS

A ACMA constrói imóveis de elevado padrão com diferenciais exclusivos, entre os quais a arquitetura, a localização e os itens de conforto.

Oferecemos moradias com o melhor aproveitamento do espaço interno e o máximo de área privativa. Entregamos imóveis fora do comum, plenamente identificados com as expectativas dos clientes.

Conheça nossos lançamentos aqui.

Fontes:

https://cosmopolitan.abril.com.br/estilo-de-vida/5-dicas-para-manter-o-closet-organizado/#

Arquitetura com influência do Feng Shui

Veja como essa técnica chinesa milenar pode auxiliar para que a arquitetura de sua residência resulte em um lar harmonioso.

O Feng Shui é uma técnica chinesa utilizada há muitos anos para equilibrar o interior de um ambiente, bem como proporcionar a circulação de bons fluidos nele. Visando sempre a expansão de energias positivas por meio da arquitetura de um ambiente, essa técnica é ótima para ser aplicada agora em dezembro, pois nada melhor do que começar o novo ano com tudo em seu devido lugar, certo?

Para que tal técnica seja efetiva sobre a arquitetura, é importante compreender como ela funciona. O Feng Shui possui 5 elementos básicos da natureza – Fogo, Terra, Metal, Água e Madeira –, que, quando equilibrados, irão reger todo ambiente. Mas como aplicá-los no ambiente da casa?

Primeiramente, é preciso entender o que cada um deles significa no todo:

  • Fogo: elemento associado ao movimento, dinamismo, coragem e calor.
  • Terra: representa o equilíbrio, estabilidade, sabedoria e beleza.
  • Metal: aliado à força, controle, discrição e comunicação.
  • Água: está ligada à reflexão, compreensão, sabedoria e relaxamento.
  • Madeira: elemento da persistência, criatividade, versatilidade e crescimento interior.

Sabendo disso, é hora de inseri-los dentro do ambiente em que você vive. Confira abaixo.

Primeiro passo

Antes de aplicar o Feng Shui sobre a arquitetura, é importante fazer uma boa limpa. Doe tudo o que não te sirva mais e se desfaça dos objetos que se acumularam ao longo do ano.

Mudanças internas

Cada cômodo necessita de uma cara diferente. Na sala, por exemplo, procure ter uma mesa redonda, oval ou octogonal, pois são as que atraem mais energias positivas para o ambiente. Já nos quartos, o ideal é evitar objetos como televisão e computador, pois emitem ondas eletromagnéticas que acabam interferindo no repouso que nosso corpo necessita.

Além desses pontos, invista em plantas, principalmente nas que possuem flores amarelas ou vermelhas, e bichos de estimação. Esses seres vivos são geradores de energia positiva, fora a alegria e beleza que trazem aos ambientes.

Inspire-se: conheça os empreendimentos da ACMA.

Fontes:

http://www.forumdaconstrucao.com.br/conteudo.php?a=42&Cod=114

http://www.cliquearquitetura.com.br/artigo/como-aplicar-o-feng-shui-em-sua-casa.html

Casa Cor Paraná 2017 tem data e sede definidos

Com dicas e tendências de decoração e arquitetura, a Casa Cor tem sua edição paranaense que, neste ano, acontecerá no Prédio Histórico do Jockey Club.

A maior e mais completa mostra de arquitetura, paisagismo e design de interiores das Américas tem, há anos, sua presença marcada no Sul do Brasil. Em 2017, a Casa Cor Paraná está em sua 24ª edição e, em fevereiro, realizou uma Open House para que a imprensa pudesse conhecer sua localização, o Prédio Histórico do Jockey Club do Paraná.

 Mais sobre a Casa Cor

Existente há 30 anos, a Casa Cor é uma mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo, considerada a melhor e mais completa do ramo, que atua nas Américas, trazendo tendências e novidades, com a participação de profissionais renomados das áreas. Ao todo, os eventos chegam a receber, por ano, 500 mil visitantes.

As mostras da Casa Cor estão presentes em diversos lugares do Brasil (Alagoas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Franca, Goiás, Interior SP, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Rio Grande do Sul e Santa Catarina) e em seis locais internacionais (Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Miami).

A Casa Cor tem como principal conceito trazer tendências e inovações para o interior da casa, promovendo a sustentabilidade e o bem-estar dentro deste lar. Por isso, todo ano, seus organizadores escolhem um local em cada cidade que se apresentam, para a montagem de diversos ambientes inspiradores, agradando profissionais, amadores, estudantes e amantes das áreas de arquitetura, design de interiores e paisagismo.

Casa Cor Paraná 2017

Com mais de 48 ambientes em sua edição do ano passado, a Casa Cor Paraná 2017 cria expectativas ao realizar seu Open House no Prédio Histórico do Jockey Club do Paraná, que será sua sede deste ano. Esta 24ª edição terá início dia 03 de junho e ficará aberta até o dia 16 de julho.

Quer mais dicas de decoração, informações sobre o mercado imobiliário e conhecer imóveis de alto padrão em Curitiba? Acesse o site da ACMA e fique por dentro!

Como inspiração para este breve artigo, utilizamos os links a seguir:

http://casacor.abril.com.br/sobre/

http://casacor.abril.com.br/noticias/profissionais-da-casacor-pr-conhecem-sede-em-open-house/

http://paranashop.com.br/2017/02/open-house-casa-cor-parana-2017/

http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2016/07/casa-cor-parana-tem-48-ambientes-em-predio-historico-que-sediava-jornal.html

Foto: Divulgação / Cedida pela Casa Cor

Decoração fácil para fazer com as próprias mãos

Com tinta, vidros, adesivos e criatividade é possível mudar a cara da sua casa com uma decoração fácil e barata

Com o passar do tempo, a decoração da casa vai enjoando ou até ficando muito antiquada. Aí surge a vontade de mudar, mas não é sempre que se tem tempo e dinheiro para uma reforma, não é mesmo? Mas, há várias opções de decoração fácil e barata que podem ser feitas com as próprias mãos e que já vão trazer novos ares para o ambiente.

Decoração fácil para fazer com as próprias mãos?

Existem maneiras de mudar completamente a cara de um cômodo sem gastar muito ou passar por uma reforma. As paredes são um exemplo de como você pode alterar o visual da sua casa com uma decoração fácil e barata.

Em 2017, está em alta a parede de tijolinhos. Estas podem ser feitas de várias maneiras! Uma delas é remover o revestimento da própria parede, se tornando uma parede de demolição com o próprio tijolo da construção à vista, com ou sem pintura. Porém, há maneiras mais simples de se fazer essa decoração. Hoje em dia, existem revestimentos com essa textura, assim como adesivos e papéis de parede, que você mesmo pode aplicar.

Garrafas velhas também são uma boa escolha para mudar tudo com uma decoração fácil. Basta lavá-las, colocar uma boa quantidade de tinta por dentro, girar para que fique tudo com a mesma cor, deixar secar e pronto! Um novo vaso trazendo novas cores para sua casa! E para os hábeis em elétrica, criar um novo abajur é também uma ótima alternativa!

Com algumas latinhas e tinta na cor que preferir, surgem potinhos para guardar o que quiser (talheres, canetas, pincéis de maquiagem). Assim, além de mais cor, você traz mais organização para o cômodo com essa dica de decoração fácil!

Pesquise e solte sua criatividade. Não precisa gastar dinheiro e nem ser complicado, basta escolher uma opção de decoração fácil e que pode ser feita com as próprias mãos para sua casa ficar de cara nova em 2017!

Para mais dicas de decoração e informações, ou comprar um imóvel novo: https://www.acma.eng.br/portal

Saiba como colocar em prática as dicas acima e pegue mais ideias:

http://minhacasaminhacara.com.br/porta-treco-de-lata-de-aluminio-passo-passo/

http://minhacasaminhacara.com.br/como-reformar-seu-movel-com-adesivo/

http://casaeconstrucao.org/decoracao/decoracao-faca-voce-mesmo/

http://www.dcorevoce.com.br/decoracao-barata-25-ideias-que-irao-mudar-sua-casa/

 

Investir em acessibilidade valoriza o imóvel e é tendência mundial

A cada dia a sociedade toma mais consciência sobre a necessidade da acessibilidade no cotidiano, para facilitar a mobilidade com mais conforto para usuários de cadeira de rodas, bengala ou qualquer outro tipo de necessidade especial. Tendo isso em vista, vários novos projetos residenciais em Curitiba começam a explorar este conceito de desenho universal de acessibilidade, que consequentemente tem refletido em aproximadamente 20% na valorização destes imóveis. Atualmente, cerca de 25% da população do país necessita destes recursos, que também são fundamentais para idosos, gestantes, grávidas e obesos.

Entretanto, muitas construtoras ainda se mostram resistentes à adequação de seus imóveis, pois acreditam que pode encarecê-los, além de não agradar visualmente futuros proprietários, o que é um grande engano! Vários especialistas no setor afirmam que este tipo de adaptação não torna o projeto mais caro, mas sim, melhora a qualidade do espaço dos habitantes e promove ainda mais a valorização do imóvel.

Para adaptar um imóvel, a norma ABNT NBR 9050:2004 fornece orientações e todos os critérios técnicos a serem levados em consideração em relação à acessibilidade em qualquer tipo de casa. Ainda segundo a norma, são classificados como ‘acessíveis’ todos os imóveis que priorizam a independência e o conforto de pessoas com qualquer tipo de limitação.

Em suas orientações gerais, imóvel acessível é aquele que, por exemplo, elimina qualquer tipo de desnível que possa existir no decorrer do percurso em seu interior, assim como uma superfície que evite derrapamentos e trepidações. A circulação também deve ser livre, dando espaço para que o usuário se movimente o máximo possível e sem qualquer dificuldade.

Cada vez mais arquitetos e engenheiros vêm notando a importância desses projetos para um Brasil que espera, que até 2050, a população de idosos – parte do público alvo de projetos acessíveis – mais que dobre no país. Esse público busca, além de uma boa localização, segurança e tranquilidade, facilidades em acessos e um imóvel que entenda suas limitações e necessidades.

Os empreendimentos da ACMA contam com acessos à cadeirantes, rampas e elevadores, que tornam a vida um pouco mais fácil e digna para quem tem limitações de locomoção. Clique e confira mais detalhes do Terra Gutierrez e o Água Batel:

Terra Gutierrez https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-terra-gutierrez/

Água Batel https://www.acma.eng.br/portal/imovel/edificio-agua-batel/

Fonte: Folha do Mate /  Revista Exame

Arquiteto italiano cria torre que transforma vapor atmosférico em água potável

O arquiteto italiano Arturo Vittori, preocupado em ampliar o acesso à água potável em locais afetados pela falta de chuvas, desenvolveu o WarkaWater, capaz de captar o vapor de água atmosférico e torná-lo próprio para consumo.
O projeto, concebido há pouco mais de um ano para comunidades rurais da Etiópia, na África, consiste em uma torre de cerca de 90 quilos e dez metros de altura construída a partir de materiais como bambu ou talos de juncus. No interior, a estrutura é forrada por uma malha de plástico perfurada que ajuda a captar gotículas de orvalho, que escorrem até uma bacia na parte inferior da torre.
O formato de cone, de acordo com o escritório responsável Architecture and Vision, otimiza o transporte e armazenamento da torre e garante proteção ao ataque de animais por meio de estruturas de bambu pontiagudas no topo.
A torre tem capacidade para coletar cerca de 100 litros de água por dia. Cada unidade custa 500 dólares e pode ser construída em qualquer lugar sem a necessidade de equipamentos construtivos. O objetivo de Vittori é firmar parcerias que viabilizem a execução do projeto em outras áreas.

Confira um vídeo demonstrativo:

Fonte: Techne.pini.com.br