Closet organizado em alguns passos.

Saiba como manter um Closet organizado em alguns passos, e garanta mais praticidade em seu dia-a-dia.

Se você não é o Steve Jobs ou algum personagem da turma da Mônica, que usavam sempre a mesma roupa, deve enfrentar alguma dificuldade para manter seu Closet organizado.

Por isso separamos algumas dicas para você manter seu Closet organizado em alguns passos:

COMO SEPARAR AS ROUPAS

Se você tem bastante espaço no Closet, o ideal é separar por estação e cores. Mas em espaços menores, priorize a separação por estação. Agora no verão, deixe as roupas mais leves sempre à mão. Já quando o inverno chegar, separe os casacos que mais utiliza e coloque-os mais à frente.

GAVETAS E PORTAS

Apesar de não haver uma norma ou regra, o número mínimo para um gaveteiro em um Closet organizado é de três gavetas. Conforme o estilo de vida e os hábitos dos moradores, o número de portas dos armários deve ser planejado.

SE FALTA ARMÁRIO USE CAIXAS

Se falta espaço no armário para manter o Closet organizado, em caixas você pode guardar objetos de várias formas e tamanhos. Procure guardar em caixas apenas as roupas e acessórios menos utilizados.

PENDURE

As peças que guardamos dobradas por muito tempo podem ficar marcadas, e até descolorir pela ausência de luz. O ideal é pendurar shorts, saias e calças em cabides. Além de conservá-los melhor, estarão mais facilmente ao alcance.

ORGANIZE AS BOLSAS

Para não estragar o formato e as alças, separe as bolsas por tamanho. As bolsas usadas no dia-a-dia devem ser penduradas mais à frente para facilitar o uso.

CONHEÇA A ACMA CONSTRUÇÕES CIVIS

A ACMA constrói imóveis de elevado padrão com diferenciais exclusivos, entre os quais a arquitetura, a localização e os itens de conforto.

Oferecemos moradias com o melhor aproveitamento do espaço interno e o máximo de área privativa. Entregamos imóveis fora do comum, plenamente identificados com as expectativas dos clientes.

Conheça nossos lançamentos aqui.

Fontes:

https://cosmopolitan.abril.com.br/estilo-de-vida/5-dicas-para-manter-o-closet-organizado/#

Mande o mofo para bem longe da sua casa!

Dicas para eliminar o mofo da sua casa

Apesar de estarmos perto da primavera, a previsão ainda é de muitas chuvas em toda Curitiba. Com a chuva, tendemos a deixar janelas fechadas e as roupas demoram mais a secar, o que pode deixar o ambiente mais úmido e propício para o surgimento de fungos. O mofo não afeta apenas as roupas e paredes de quartos fechados, mas também alimentos velhos ou que apresentem variação de temperatura (como deixar algo horas na geladeira e depois horas em temperatura ambiente).

Outros elementos que também são afetados pelo fungo é a madeira, o papel e o couro. Esses objetos podem criar bolores dependendo da temperatura e do local em que se encontram. O mofo não é apenas um fungo que causa mal cheiro nos ambientes, mas um problema que prejudica à saúde e pode ser responsável pelo desenvolvimento de doenças respiratórias e outras enfermidades.

Separamos algumas dicas para ajudar a diminuir o problema, confira:

Móveis planejados – Se a residência possuir armários planejados sob medida, o cuidado para se evitar o mofo deve ser feito antes mesmo da instalação dos móveis. O morador deve observar e tratar as paredes que receberão os armários para prevenir a umidade e o surgimento do mofo. O ideal é não deixar espaço entre o móvel e a parede, procurando preencher o vão com placas de isopor. Dependendo do grau de incidência do mofo, pode haver perda do móvel.

Paredes – Na temporada de umidade, recomenda-se limpar paredes com um pano embebido em uma solução com água e água sanitária, ou água e vinagre branco, mesmo que não haja sinal de mofo. Caso não seja possível utilizar água sanitária, devido aos riscos de manchas, pode-se recorrer a produtos específicos com propriedades acaricidas, fungicidas e bactericidas.

Roupas e calçados – Caso identifique peças de roupas e calçados mofados, lave-os e procure secá-los preferencialmente ao sol.

Soluções caseiras – Há outras soluções que podem ser aliadas na luta contra o mofo. No caso de armários de roupas, a tradicional naftalina ou as bolas de cânfora, encontradas em supermercados, são bastante eficazes, apesar de o odor poder não agradar. Sachês repletos de cravo ou serragem de cedro podem ser eficientes em áreas pequenas e com pouca incidência de umidades como gavetas e pequenos armários. Potes destampados contendo cal virgem, giz, sílica em gel ou cloreto de cálcio são opões um pouco mais trabalhosas recomendadas por donas de casa experientes.

Lista de compras – Produtos antimofo são facilmente encontrados em supermercados. Basta colocá-los nos locais necessários, tendo cuidado para não retirar a camada protetora de papel, removendo apenas a cobertura de alumínio.

Desumidificadores – Há ainda os desumidificadores próprios para essa tarefa. Devem permanecer ligados por bastante tempo, pois contam com um recipiente para acumular a água retirada do ambiente. Após o preenchimento do reservatório o aparelho desliga automaticamente. O reservatório deve ser esvaziado para que o aparelho possa ser ligado novamente. Um cuidado é testar o nível de ruído do aparelho. Por segurança, recomenda-se evitar o uso desses aparelhos dentro de armários.

Ventiladores – Caso o morador possua ventiladores ou aquecedores portáteis, poderá usá-los com frequência nas áreas mais críticas do imóvel.

Você tem alguma dica para lidar com o mofo? Envie sua sugestão nos comentários. Aproveite para conhecer nossos empreendimentos: https://www.acma.eng.br/portal/empreendimento/lancamentos/

Fonte: Globo.com/Revista Sua Casa

Confira alguns truques para facilitar sua mudança de residência

Dicas ajudam na organização da sua mudança de residência

Mudanças residenciais podem ser estressantes e cansativas, mas, segundo especialistas, o transporte pode ser feito de forma tranquila se o morador seguir algumas orientações. A tarefa principal é definir a ordem em que os itens serão transportados ao novo endereço, de modo que a família permaneça com os objetos de necessidade e uso cotidiano o tempo todo, sem passar aperto.

Outro ponto muito importante é organizar e nomear as caixas de mudança com cuidado e detalhamento. Isso fará toda a diferença na hora de desempacotar e alocar os pertences na nova casa, economizando tempo e esforço.

Analise com calma o que vai levar para a nova residência e o que não vai precisar ser transportado: roupas, sapatos velhos e rasgados, eletrônicos, eletrodomésticos, produtos vencidos, como de limpeza, remédios, perfumes, tudo é observado. Tudo que estiver vencido, deve ser feito o descarte, afinal, casa nova não comporta energias “velhas”. Aproveite para doar para famílias que precisam mais!

O novo local deve estar limpo para receber a mudança e as medidas devem ser observadas para que os móveis possam ser dispostos da forma mais organizada. Além disso, ela diz que produtos organizadores adequados podem fazer a diferença no ambiente. Durante a arrumação dos móveis da nova casa, é importante deixar o que será mais utilizado na altura dos olhos e o que não for de uso frequente deve ser disposto nos compartimentos mais altos ou baixos da mobília.

Há alguns itens que não podem ser levados por transportadora, como joias, armas, dinheiro em espécie e objetos valiosos. O seguro pode ser feito mas é opcional e o cliente é quem define, mas só pode ser acionado em caso de sinistro.

Confira o que especialistas listam dicas que podem facilitar na hora de mudar de endereço:

  • Registre tudo. Faça uma lista para organizar os itens da mudança, o que precisa ser feito e defina prazos para realizá-los. Assim você não precisa ficar quebrando a cabeça pensando no que está esquecendo.
  • Muitos objetos podem ser desnecessários na nova casa, então aproveite a mudança para se desfazer do que não é mais utilizado. Faça uma lista do que vai e do fica, como roupas e sapatos rasgados ou velhos, brinquedos e objetos que não são mais utilizados.
  • Caso a empresa transportadora não faça o serviço de empacotamento, separe caixas de papelão, jornais, plástico bolha, isopor, fitas adesivas e canetas para ajudar no processo.
  • Coloque etiquetas ou escreva o que há dentro de cada caixa, para facilitar na hora de levá-la para seu devido cômodo.
  • Para ajudar na organização, faça um check-list dos itens que já foram empacotados.
  • Roupas que ficam penduradas em cabides podem continuar neles se a transportadora tiver um roupeiro, caso contrário, coloque-as dobradas em caixas. As roupas dobráveis podem ser colocadas dobradas da mesma forma também em uma caixa.
  • Limpe a casa nova antes de receber a mudança, inclusive os móveis e seus interiores.
  • Faça uma lista de prioridades dos cômodos a serem montados. Dê preferência para a cozinha, depois, o quarto dos filhos, se os tiverem e os demais cômodos, de acordo com a necessidade dos moradores.
  • Lembre-se de avisar sobre a mudança para as empresas de telefonia, TV a cabo, internet, planos de saúde, banco e todos que fornecem serviço ou enviam correspondências ao antigo endereço.
  • Não faça compras na semana da mudança, pois a geladeira e o freezer poderão ficar desligados por várias horas e os alimentos podem estragar.
  • Faça lanches rápidos para serem consumidos enquanto a nova cozinha estiver sendo montada e deixe-os de fácil acesso. Os alimentos podem ser conservados em caixas ou bolsas térmicas.
  • Prepare uma mala com roupas para serem utilizadas durante os dias da mudança.
  • É importante verificar as referências da transportadora que irá prestar o serviço, antes de contratar. Verificar como é o relacionamento da empresa nas mídias sociais e se a empresa não está cadastrada em sites de reclamação ou outras empresas reclamadas no Procon da sua cidade.
  • Deve ser elaborado um inventário dos móveis e colher assinatura dos responsáveis, com testemunhas, e exigir cópia do comprovante das negociações, recibos do comprovante de pagamento, data de início, horários das atividades, todos os bens que foram transportados devem estar relacionados e também o estado de conservação deles.
  • Verificar se será necessário fixar algum armário, se o prédio é sem elevador e tem que levar os móveis em escada, se o dia da mudança é dia de feira livre. Tudo deve ser descriminado e previamente combinado com o fornecedor.
  • Outra dica é dar apenas uma entrada e efetuar o restante do pagamento somente após a execução completa do serviço.

Conheça os empreendimentos da ACMA e comece uma vida nova, em uma das melhores cidades do Brasil para se viver: https://www.acma.eng.br/portal/empreendimento/lancamentos/

Fonte: http://goo.gl/Rf6zHT

A importância da assessoria jurídica no ramo imobiliário

A assessoria jurídica tornou-se essencial com a expansão do mercado imobiliário e o fácil acesso a informações contratuais disponíveis na Internet. A assessoria, também conhecida como advocacia preventiva, busca evitar desgastes e prejuízos financeiros decorrentes de negócios imobiliários malfeitos ao realizar estudos da documentação do imóvel e análises da situação financeira e jurídica dos vendedores e locatários.

Toda tratativa envolve riscos, mas a aquisição de um imóvel implica no conhecimento de questões legais relacionadas a ele, ao proprietário e à documentação necessária. Fizemos uma seleção das principais dúvidas sobre contratos imobiliários. Confira:

  1. Hoje em dia há uma forte presença da tecnologia na área imobiliária. Nesse sentido, a importância dos contratos imobiliários passou a ser maior? O que mudou com a presença da área na internet?

Muito embora a tecnologia possa facilitar as nossas rotinas, tanto numa compra e venda quanto numa locação precisamos ter regras claras, que tornem a relação e, principalmente, eventual rescisão, mais fáceis. A internet traz a comodidade da verificação de oportunidades de compra e venda de imóveis, o acompanhamento da locação, o recebimento de informações acerca dos imóveis, a retirada de certidões, o acompanhamento de registros, etc. Mas não há, hoje, qualquer substituto a um contrato bem estruturado. E, neste caso, o contrato não pode ser “um simples modelo obtido na internet”. Ele deve ser feito com cautela e deve, acima de tudo, refletir a exata relação que se está criando naquele momento.

  1. Quais os critérios de um contrato imobiliário que as duas partes devem ficar atentas?

Em qualquer dos casos – locação ou vendas, quanto mais detalhado for o instrumento melhor será sua aplicabilidade. Quando falamos em venda, além da qualificação das partes – com a verificação de sua capacidade para o ato jurídico, temos de ter uma descrição exata e completa do bem, o detalhamento da forma de pagamentos e cláusulas de posse e transferência da propriedade. Além disso, essencial é a análise das certidões das partes e dos bens, a fim de que o negócio seja seguro. Cláusulas que prevejam eventual distrato ou desistência também são de suma importância para mitigar conflitos futuros. Quanto à locação, não menos importante é a qualificação das partes, a descrição do bem ou o detalhamento dos valores e forma de pagamento. Mas, aqui, imprescindível que se tenham regras claras sobre renovação, benfeitorias, multas rescisórias e, acima de tudo, a vistoria do bem, a fim de que não se tenha uma entrega deficitária ou uma surpresa na hora do recebimento das chaves.

  1. Quais as principais diferenças entre um contrato de locação e um de compra e venda?

Os contratos são completamente distintos. A principal diferença certamente é o objeto do contrato, na medida em que um prevê a venda, com a transferência da propriedade, e o outro prevê a locação, ou seja, a forma de uso. Mas os contratos se diferem também na sua forma jurídica, disposição de valores, formas de pagamento e de rescisão.

  1. Qual é a importância de um advogado nas transações imobiliárias?

Qualquer transação imobiliária traz consigo a necessidade de um assessoramento jurídico qualificado. Vendas malfeitas, sem a segurança jurídica de um contrato bem formatado e da análise de certidões, podem trazer muitas dores de cabeça ao comprador. Desfazer um negócio mal feito é sempre mais difícil e traumático do que solucionar tais questões na forma já prevista em contrato. Uma locação sem cláusulas que assegurem os direitos das partes, de forma inequívoca, pode trazer ao locador ou ao locatário o desconforto de não saber como lidar em determinada situação. O advogado é o profissional competente para assegurar que todas as partes estejam protegidas e apto a garantir o equilíbrio das cláusulas contratuais, gerando um negócio seguro e sadio.

A ACMA procura sempre atuar de forma ética e transparente, agregando valores aos imóveis construídos e buscando sempre a satisfação e o bem estar do nosso cliente. Entre em contato e encontre aqui o imóvel dos seus sonhos! (41) 3322-1929.

Fonte: Revista Exame

16 banheiros de celebridades hollywoodianas para você se inspirar!

Ter uma banheira em casa é o sonho de muita gente! Uma dica da ACMA para a escolha certa é o planejar bem o formato dela, para o melhor encaixe no seu banheiro.

Modelos de canto permitem variações entre formatos ovais e triangulares, ocupam menos espaço (sendo instalados em quinas) e são mais vantajosos. Peças redondas podem ser encostadas na parede ou instaladas no meio do banheiro, oferecendo mais possibilidades decorativas.

Já as retangulares, intensamente comercializadas, oferecem grande conforto em relação ao tamanho. O ideal é estudar a planta do banheiro para ter certeza sobre a melhor forma. Às vezes uma banheira redonda de grande porte pode ser favorável, pois o deck acompanha.

E nada melhor para inspirar uma boa reforma do que as banheiras de celebridades, afinal, você já parou para pensar em como deve ser o banheiro de Leonardo DiCaprio, por exemplo?

Separamos uma lista com os melhores banheiros hollywoodianos — dos minimalistas aos extravagantes e com vistas privilegiadas. Confira algumas fotos abaixo, inspire-se e torne a hora do banho uma das mais agradáveis do dia!

O estilo da comediante Amy Schumer é básico apostando em cores neutras.

Extravagante, o banheiro de Beyoncé e Jay Z é amplo, com vista e possui banheira de pedra.

No banheiro do ator Leonardo DiCaprio, muito azul nos revestimentos.

A atriz e cantora Selena Gomez optou por um banheiro sofisticado.

Simples e chique, este banheiro branco com parede de vidro pertence ao músico Pharrell.

Rústico, o banheiro de Cindy Crawford conta com muita madeira e banheira branca Rosie Huntington-Whiteley.

Parede de vidro e banheira externa compõem o banheiro do casal John Legend e Chrissy Teigen.

O contraste entre preto e dourado marca o ambiente, da atriz Cameron Diaz.

Banheira de cobre e portas de vidro com vista para o jardim marcam o espaço do casal Rosie Huntington-Whiteley e Jason Statham.

O banheiro da reality star Kylie Jenner é bem moderno, com assento aquecido e pia iluminada.

O casal de atores Channing Tatum e Jenna Dewan Tatum preferiu cobrir o espaço todo de branco, centralizar a banheira e valorizar a vista.

Com teto de vidro, o banheiro da atriz Scarlett Johansson apostou na mistura entre branco e tons marrons.

Antes de se mudar com a noiva, a modelo Rosie Huntington-Whiteley, o banheiro do ator Jason Statham era perfeito para o uso a dois.

A atriz Zooey Deschanel optou por uma decoração bem clássica, com piso de mármore.

Minimalista, o ambiente, do reality star Scott Disick é coberto por cores neutras, que valorizam a vista.

Clássico com uso de madeira – assim é o banheiro de Caitlyn Jenner.

 

Quer conferir outras dicas de decoração, arquitetura e design? Confira nossos posts e deixe seu recado! https://www.acma.eng.br/blog/

Fonte: Casa Abril / Delas.ig

Deixe sua casa mais fresca no verão com 11 dicas práticas!

Casa abafada é praticamente sinônimo de verão. Se já está preocupado com as altas temperaturas que estão por vir, saiba que alguns truques simples de decoração podem dar uma ajudinha e até diminuir os gastos com ventilador e ar-condicionado.

Confira 11 sugestões e leve mais frescor aos ambientes:

1) Substitua tapetes peludos e de cores escuras ou fortes por peças de fios curtos e tons pastel;

2) Itens de vidro refrescam. Vale investir em espelhos, vasos, quadros de foto com vidro protetor;

3) Excesso de objetos torna os espaços mais abafados. Portanto, retire bibelôs, abajures, artigos de madeira;

4 ) Se for possível, elimine cores escuras das paredes. Dê preferência a tonalidades claras e pastel. Use tinta, papel de parede ou adesivos;

5) Sofás de tecidos pesados, como veludo e camurça, e de cores fortes não combinam com o verão. Que tal cobri-los com capas de panos leves? Entre as opções estão algodão e linho;

6) As mantas de sofá devem ser deixadas de lado nos meses mais quentes;

7) É interessante colocar capas nas almofadas muito escuras. Componha o visual com tecidos leves (linho, algodão, seda) de cores claras;

8) Acha que a cortina está deixando o ambiente “pesado”? Como tirar o forro pode atrapalhar para assistir TV, mude o seu xale. Deixe-o em um tom mais suave;

9) As lâmpadas de LED não aquecem o ambiente como as tradicionais e ainda são mais econômicas;

10) Lance mão de plantas, mas tenha cuidado. É que folhagens muito grandes e volumosas podem carregar locais pequenos e conferir sensação de calor;

11) Quem gosta de fontes tem um motivo a mais para colocá-las na casa. É que a umidade delas colabora com os moradores no verão. A mesma regra se aplica a aquários e outros artigos de decoração com água.

Fonte: vidaeestilo.terra.com.br

Confira 8 segredos de profissionais para sempre acertar na decoração

Quadros, sofá, cama, tapete, cores, estante, prateleira, mesa, estampas, iluminação. Combinar tantos elementos na decoração é um desafio. Você pode até levar jeito, mas o olhar de um profissional sempre torna o espaço melhor. Confira essa lista com dicas valiosas!

  • Antes de comprar, analise o que você já tem

Disponha todos os móveis que já possui no lugar que vai ser decorado antes de tomar qualquer decisão. Por exemplo: se você já tem o sofá e pretende comprar uma mesa de centro e uma poltrona, veja se o espaço é suficiente. Essa é a melhor forma de visualizar a mudança.

  • Acerte no uso das cores

A solução para incluir cores na decoração é investir em uma base neutra, como branco, cinza ou cru, e acrescentar um ou, no máximo, dois tons fortes complementares em detalhes, como mesa lateral, tapetes ou almofadas. Outra solução: pintar apenas uma parede ou escolher um móvel maior, como o sofá, para ser o foco de cor.

02

  • Tenha as medidas sempre em mãos

Antes de sair em busca dos novos móveis, tire a medida do ambiente que deseja decorar. Algumas lojas contam com profissionais que podem ajudar a decidir a melhor medida e modelo do que você pretende comprar.

  • Espelho, sim, mas com moderação

Ele é um curinga. Ajuda a ampliar o ambiente, destacar uma peça de design e tornar qualquer cantinho mais charmoso. Mas, como tudo, deve ser usado com moderação e nunca um espelho de frente para o outro. Eles se refletem e causam uma sensação nada agradável de visão infinita.

  • Teste a tinta

Trocar a cor de uma parede renova o ambiente. A melhor maneira de escolher o tom certo é… testar! Na parede a cor nunca é igual ao catálogo. Por isso, antes de comprar aquele galão enorme, escolha duas ou três opções e faça o teste com latas menores. Saída econômica e eficiente.

  • Elimine coisas desnecessárias

Muitos enfeites, quadros, almofadas tornam o ambiente pesado e difícil de limpar. Se o objeto não tem uma função e não completa o espaço, repense se vale a pena mantê-lo ali.

03

  • Ouse, arrisque, fuja da mesmice

Já pensou em apoiar o quadro em um móvel ou até usá-lo como bandeja em vez de pendurá-lo na parede? Que tal usar modelos de cadeira diferentes na mesa de jantar? Ou ainda aproveitar móveis como criado-mudo? Pode ser um banco e até uma escada. O importante é repensar novas funções para os objetos.

  • Não tenha pressa

Faça as mudanças aos poucos. Dessa forma, você pode se certificar de que aquele desejo por determinado móvel ou objeto é duradouro e se ele realmente vai fazer sentido no ambiente onde você o imagina. Amadurecer uma ideia é sempre bom. Não só na decoração como na vida, não é mesmo?

Fonte: Revista Casa e Jardim